segunda-feira, 20 de julho de 2009

Questão 20

(Agente Vistoriador/Prefeitura de São Paulo-SP/FCC) Está inteiramente correta a pontuação do seguinte período:

a) Garçom, nós queremos conversar; poderia pedir para baixar um pouco o volume do rádio, por favor?

b) Se a maré subir, logo, os turistas ficarão ilhados naquelas pedras e, terão que esperar até amanhã, para voltarem.

c) Admita, que você nos traiu, ao tomar uma atitude que contrariou inteiramente, nossa decisão da véspera.

d) Durante a projeção do filme, que você me recomendou as pessoas iam saindo, mostrando assim, seu desagrado e desinteresse pelo final.

e) Você deve ser condescendente, uma vez que, se não renegociar minha dívida, dificilmente, poderei pagá-la.

----------------------------------------

Comentários:

Esse exercício explora o conhecimento sobre pontuação.

Para teoria, visite: http://portuguesdeverdade.blogspot.com/2009/07/teoria-para-concursos.html


a) Garçom, nós queremos conversar; poderia pedir para baixar um pouco o volume do rádio, por favor? Certo. A primeira vírgula é utilizada para separar um vocativo; na segunda pontuação, empregou-se um ponto-e-vírgula para dar mais destaque e clareza. Temos duas orações coordenadas, como na primeira havia sido utilizada a vírgula, utilizamos o ponto-e-vírgula para claramente diferenciarmos as duas orações. A última vírgula isola a expressão "por favor" que sempre deve vir entre vírgulas por não fazer parte da oração.

b) Se a maré subir, logo, os turistas ficarão ilhados naquelas pedras e, terão que esperar até amanhã, para voltarem. Errado. O advérbio "logo", entre vírgulas, apresenta uma ideia conclusiva que não se adequa à estrutura da frase. Para que façamos a correção deveremos retirar uma das duas vírgulas, dependendo da ideia que se queira passar. Tirando a primeira o advérbio modificará o verbo "subir", tirando a segunda modifica o verbo "ficarão". A vírgula utilizada depois da conjunção aditiva "e" está errada pois está separando duas orações coordenadas sindéticas aditivas que possuem o mesmo sujeito. Já a última vírgula, apesar de não usual, separa corretamente uma oração subordinada adverbial final.

c) Admita, que você nos traiu, ao tomar uma atitude que contrariou inteiramente, nossa decisão da véspera. Errado. A primeira vírgula utilizada separou o verbo admitir de seu objeto direto. A segunda vírgula separa corretamente duas orações coordenadas assindéticas. A terceira vírgula está errada pois separou a forma verbal "contrariou" de seu objeto direto "nossa decisão de véspera". "Inteiramente", por se tratar de um advérbio de pequena extensão deslocado pode vir entre duas vírgulas ou sem nenhuma.

d) Durante a projeção do filme, que você me recomendou as pessoas iam saindo, mostrando assim, seu desagrado e desinteresse pelo final. Errado. A oração "que você me recomendou" tem clara intenção de ser subordinada adjetiva restritiva, nao podendo ser separada da oração principal por vírgula. A segunda vírgula separa corretamente duas orações coordenadas assindéticas; a terceira separa errôneamente o objeto direto "seu desagrado e desinteresse pelo final" da forma verbal "mostrando". O advérbio "assim", por ser de pequena extensão pode vir sem vírgulas ou entre vírgulas.

e) Você deve ser condescendente, uma vez que, se não renegociar minha dívida, dificilmente, poderei pagá-la. Errado. A primeira vírgula se justifica para que se caracterize início de oração subordinada adverbial causal. O par de vírgulas isolando a oração intercalada "se não renegociar minha dívida" também está correto e tem, como sabemos, emprego obrigatório. No entanto, as vírgulas utilizadas para separar o advérbio "dificilmente", apesar de gramaticalmente corretas, geram ambiguidade, pois não sabemos se modifica o verbo "renegociar" ou o verbo "poder". Devemos, pois, escolher uma das duas dependendo do sentido que se queira dar. O mais sensato seria retirar a segunda vírgula, pois nos parece o verdadeiro sentido que se quis passar.

Gabarito: letra a

Um comentário: